24_Nov

No início dos anos 90, o uso de novas tecnologias comunicativas foi significativo na Medicina. É o caso da Telemedicina, que, segundo a Declaração sobre Responsabilidade e Normas Éticas na Utilização da Telemedicina, trata-se do “ exercício da medicina a distância, cujas intervenções, diagnósticos, decisões de tratamentos e recomendações estão baseadas em dados, documentos e outra informação transmitida através de sistemas de telecomunicação”. Atualmente, a aplicação da telemedicina se estende a diversas especialidades médicas como cardiologia, dermatologia, oftalmologia, patologia, entre outras.

O objetivo dessa categoria é permitir o diagnóstico à distância e melhorar a interpretação de exames e facilitar a mobilidade do paciente a uma possível consulta secundária ou até mesmo para aqueles pacientes que não têm acesso a médicos especialistas em determinados tipos de exames. Para que esse procedimento seja realizado, o médico faz o download das imagens, as interpreta e reconstrói para posteriormente fazer o laudo. Além disso, o laudo a distância agiliza o procedimento a ser tomado segundo a decisão do médico.
Após muitos estudos e avaliações, comprovou-se a efetividade clínica e aceitação dessa nova prática no diagnóstico por imagem. Segundo alguns dados da Sociedade Europeia de Radiologia (ESR) cerca de 65% dos entrevistados utilizam a telerradiologia, entre eles 53% utilizam em instituições, 32% usam em casa e 15% em outros lugares. Generalizando, cerca de 80% dos entrevistados apresentaram opiniões positivas sobre a telerradiologia.

Laudos a distância InfraRedMed

Através de um sistema seguro e de alta tecnologia, todos os laudos atendidos pelo grupo de especialistas InfraRedMed tem o selo de qualidade junto à imagens impressas, em contrapartida também é possível verificar o laudo no nosso próprio site. Todos as clínicas credenciadas trabalham com a qualidade diagnóstica padrão da InfraRedMed.
Atualmente a capacitação para a interpretação médica dos exames de termografia é realizada com um treinamento de, no mínimo, 2 anos na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

20141117

A preocupação das pessoas com a saúde está em constante crescimento. Cresce também, o número de pessoas que buscam exames como método preventivo de doenças ou para busca de resposta para causa de sua dor crônica. Com isso, a procura de centros de diagnóstico de termografia têm recebido cada vez mais clientes encaminhados por profissionais médicos.

Além disso, tecnologia desses sistemas de diagnóstico por imagem tem permitido que todo o processo de atendimento seja feito de forma ágil e segura. A informatização atribui um ganho significativo ao serviço, já que a espera para o laudo final é reduzida e ainda pode ser compartilhada de forma segura com o paciente e o médico através da internet.

A termografia é um método totalmente inócuo, sem radiação, contraste ou contato. Sem contraindicações, é seguro para crianças, gestantes e idosos.

E como se preparar para o dia do exame?

Se você optou por realizar uma termografia, deve seguir as seguintes recomendações:

Nos 2 dias anteriores ao exame evite expor-se excessivamente ao sol e separe seus resultados de exames anteriores.
No dia do exame:

1. Traga todos os laudos dos seus exames anteriores

2. Não se submeta a massagens ou qualquer terapia que aqueça ou esfrie demasiadamente o seu corpo

3. Pode tomar banho no dia do exame. Apenas evite banhos muito quentes

4. Não use cremes, pós ou pomadas em excesso.

5. Não usar sutiã ou roupas muito apertadas no dia exame.

Até 3 horas antes do exame:

1. Não ingerir bebidas estimulantes (cafeína, alcoólicas);

2. Não usar descongestionantes nasais;

3. Não fumar;

4. Não se depilar ou barbear;

5. Retirar aparelhos imobilizadores (braços, tornozelos etc) ou faixas (curativos serão retirados na clínica antes do exame).

A INFRAREDMED® é a primeira rede integrada de diagnósticos por imagem infravermelha para instituições médicas, hospitalares, clínicas e consultórios. Focada em assessoria e educação médica continuada na área de diagnóstico por infravermelho.
Todo nosso conteúdo é desenvolvido em parceira com instituições médicas de excelência, nacionais e internacionais.
Confira a unidade credenciada mais próxima de você e solicite seu exame juntamente com seu médico: https://goo.gl/Xi3KL3

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

indigestion_ozqd1
Neste mês de novembro, mês da saúde do homem, a dor é um tema que deve ser lembrado. Algumas dores são mais prevalentes em homens do que em mulheres, como: gota, espondilite anquilosante e a doença coronariana. Porém, a dor pélvica crônica (DPC), que pode estar localizada entre a região abaixo do umbigo, pube, testículos, raiz das coxas e glúteos pode apresentar intensidade suficiente para interferir na relação sexual e atividades habituais do homem e exigir ajuda médica.
A DPC é desgastante tanto para o paciente quanto para o médico, e não raro os faz percorrerem atrás de dezenas de outros profissionais da saúde e por procedimentos cirúrgicos em busca de ajuda para lidar com seu martírio.
Diversas são as possíveis causas deste tipo de dor, dentre elas:
  • cirurgia abdominal ou pélvica anterior, como da próstata, bexiga e quadril;
  • aderências cirúrgicas;
  • lesões de nervos da parede abdominal (ilioinguinal);
  • postura inadequada com acentuação da lordose lombar e cifose torácica;
  • falta de condicionamento muscular, acarretando em alterações musculoesqueléticas, desequilíbrio pélvico e hipertonicidade de certos músculos (piriforme, íliopsoas);
  • doença inflamatória dos intestinos, diverticulite, hérnia inguinal, tumores, cálculos renais, lesões da uretra, dor lombar baixa, compressão de nervos;
  • lesões relacionadas à atividade física e esporte (pubalgia, dor na virilha).
câncer de próstata, em geral não apresenta sintomas até que atinja um tamanho considerável, por isso sua avaliação periódica após 50 anos é recomendada. Sintomas como dor lombar, problemas de ereção, dor na bacia ou joelhos, sangramento pela uretra podem ser suspeitos.
O exame clínico é fundamental para esclarecer a causa mais provável, contudo muitos destes pacientes são sofridos, passam geralmente, por diversos médicos referindo o mesmo problema. Na maioria das vezes, o exame físico mostra apenas um desconforto subjetivo e uma atitude resistente do paciente à avaliação, especialmente quando exames complementares como ultrassonografia, tomografia, urografia excretora, colonoscopia resultam normais, isto é, não trazem uma alteração anatômica que explique a dor e muito menos câncer.
Um novo equipamento completa o arsenal diagnóstico do médico, e traz uma luz para este tipo de problema, se trata da termografia por infravermelho, também conhecida como termometria cutânea. Ela permite por meio de imagem térmica de alta sensibilidade avaliar a dor e identificar a causa nos casos em que não se encontram alterações anatômicas. Totalmente seguro, sem contraste, sem radiação e sem contato, o aparelho faz uma varredura de corpo total em busca de inflamação, lesão muscular e de nervos. Isto permite obter um caminho mais efetivo no tratamento da dor.
A realização da termometria cutânea é bastante segura para o paciente, não há contraindicações para gestantes, crianças ou idosos, nem problema quanto ao uso de marca-passo ou próteses. O agendamento do exame pode ser feito em qualquer uma das unidades mais próxima de você.
AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

Matheus esteira 94

No segmento esportivo comumente nos deparamos não só com novas tecnologias para o tratamento de lesões musculares mas também no seu diagnóstico e prevenção. Seja de modo recreativo ou profissional, as pessoas que praticam atividades físicas estão suscetíveis a sofrerem lesões, especialmente quando treinam de forma intensiva mesmo corretamente e com preparação adequada.

Acompanhada de dor ou não, o lesionamento – entre os mais comuns: entorses, contusões, distensões, luxações, tendinites e câimbras – podem interromper a prática esportiva.

Termografia Esportiva

O diagnóstico auxiliar pela termografia em atletas pode ser muito importante para o tratamento mais efetivo e correto. As lesões são traumas que sucedem de uma série de alterações no músculo e tecido conjuntivo. Consequentemente desencadeando o processo de inflamação que acelera o metabolismo e, respectivamente, aumenta o calor (radiação térmica) na região. Mínimas alterações do gradiente de temperatura podem ser detectadas e analisadas com facilidade no diagnóstico por imagem térmica.
Visto que a Termografia é um método não invasivo e preciso, as alterações do gradiente mostram precocemente o início do processo inflamatório que pode ainda não se manifestar com sintomas de dor e sinais visíveis como edema. Ou seja, ela age de forma preventiva.

Previna-se contra lesões
· Aquecer antes de qualquer exercício;
· Fazer alongamentos antes e depois de praticar um exercício;
· Não intensificar os treinos além do limite do seu corpo;
· Analisar os riscos de cada exercício;
· Usar equipamentos de proteção específicos para cada modalidade desportiva.

Identificar precocemente aumento irregular de temperatura muscular e articular

 

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

foto-sistema

O câncer é uma realidade que temos de encarar e o diagnóstico precoce, na maioria das vezes é fator determinante do sucesso do tratamento. A mentalidade preventiva deve se ajustar à realidade de hoje e incluir a detecção de fatores predisponentes, tanto constitucionais e hereditários como ambientais (hábitos de vida, tabagismo, obesidade). Muitas vezes, nosso organismo exibe sinais importantes que acusam uma possibilidade maior de estarmos com câncer, tais como: febre, dores, sudorese (suor excessivo), aumento dos linfonodos (ínguas, gânglios) em locais não habituais, sangramento na urina, nas fezes ou no escarro. Na pele, algumas características das pintas devem ser observadas, como alteração nas margens, na cor e ou no tamanho. Aparecimento de nódulos ou feridas que não desaparecem dentro de 3 semanas é um sinal importante de alerta. Alterações nos hábitos intestinais (obstipação ou diarréia) ou perda de sangue nas fezes podem ser sinais de câncer colo-retal. Aparecimento de nódulos nas mamas, crescimento de nódulos já existentes, alteração da textura ou cor da pele, saída de secreção sanguinolenta pelos mamilo, são sinais de alerta de câncer de mama. O aumento de temperatura da mama é um sinal de alerta de câncer de mama. A termografia permite sinalizar anormalidades pelo aumento desta temperatura. Esteja atento e não ignore nenhum sinal que apareça sem uma explicação coerente. No câncer não existe excesso de precaução. Você pode ser responsável por orientar um diagnóstico precoce em outra pessoa.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

20141007

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS – http://www.who.org), Telemedicina compreende a oferta de serviços ligados aos cuidados com a saúde, nos casos em que a distância é um fator crítico e falta de especialistas; tais serviços são prestados por profissionais da área da saúde, usando tecnologias de informação e de comunicação para o intercâmbio de informações válidas para diagnósticos, prevenção e tratamento de doenças e a contínua educação de prestadores de serviços em saúde, assim como para fins de pesquisas e avaliações.

A maior parte das especialidades médicas já utiliza tecnologia da informação e comunicação para o desenvolvimento da prática médica a distância. O contínuo desenvolvimento da tecnologia de telecomunicações vem afetando os profissionais de saúde, abrindo novas possibilidades para a colaboração a serviços prestados em regiões muito distantes. Dentre os usos de telemedicina mais conhecidos estão a videoconferência médica, os trabalhos colaborativos e o estudo de casos na área de pesquisa; a educação a distância, a educação continuada, a especialização, o aperfeiçoamento e a atualização na área de capacitação profissional; e a segunda opinião, a consulta on-line e o telediagnóstico por imagem na área de atendimento.

No Brasil, as ações em Telemedicina vêm sendo realizadas desde a década de 90, porém de forma tímida. Um país com dimensões continentais, no entanto, tem muito a ganhar com a formação e a consolidação de redes colaborativas integradas de assistência médica a distância. Benefícios como a redução dos custos com transportes e comunicações e a possibilidade de levar a medicina especializada a regiões remotas do país fazem enorme diferença.

Resolução CFM n°.1.643/2002 Art. 1°: Definir a Telemedicina como o exercício da Medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audio-visual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em Saúde.

SERVIÇO DE TERMOGRAFIA INTEGRADA POR TELEMEDICINA

A Infraredmed por meio da telemedicina auxilia unidades de saúde que necessitam disponibilizar exames de termografia na sua cidade com uma equipe de profissionais médicos especializados no apoio diagnóstico de pacientes com dor e outras enfermidades, e com a mesma qualidade realizada nos grandes centros. Cada vez mais, instituições de saúde tem recorrido a um aliado precioso para garantir o atendimento de qualidade de seus pacientes com dor: a teletermografia por infravermelho. Com a parceria da Infraredmed, unidades de saúde conseguem com agilidade e segurança o apoio na análise de exames durante 24 horas, tendo renomada equipe de termologistas à disposição durante todos os dias do ano.
Assim como aconteceu no Brasil, onde a Infraredmed agilizou e encurtou a distância entre a termografia de alta definição de grandes centros de dor com unidades de saúde de todo o país, as soluções oferecidas pela empresa vêm conquistando o mundo. Mais recentemente, a Infraredmed acabou de abrir mais duas filiais internacionais, depois de Portugal, agora também na Holanda e Polônia. Estas novas unidades serão pioneiras nas suas regiões, trazendo uma série de benefícios por meio de uma estrutura toda pronta para iniciar com laudos de qualidade e imprescindíveis para apoio, tomada de decisão e conduta terapêutica. A expansão mostra a importância da teletermografia integrada e seu amadurecimento cada vez maior pela comunidade médica.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation.
Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean eu leo quam. Pellentesque ornare sem lacinia quam venenatis vestibulum. Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Fusce dapibus, tellus ac cursus commodo, tortor mauris condimentum nibh, ut fermentum massa justo sit amet risus. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Donec sed odio dui. Fusce dapibus, tellus ac cursus commodo, tortor mauris condimentum nibh, ut fermentum massa justo sit amet risus. Curabitur blandit tempus porttitor. Maecenas sed diam eget risus varius blandit sit amet non magna. Maecenas faucibus mollis interdum.

 

LOREM IPSUM DOLOR SIT AMET, CONSECTETUR ADIPISCING ELIT. DONEC ID ELIT NON MI PORTA GRAVIDA AT EGET METUS.

Maecenas faucibus mollis interdum. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Donec sed odio dui. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus.

Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean eu leo quam. Pellentesque ornare sem lacinia quam venenatis vestibulum. Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Nullam id dolor id nibh ultricies vehicula ut id elit. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur.

Nullam id dolor id nibh ultricies vehicula ut id elit. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Sed posuere consectetur est at lobortis. etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Donec ullamcorper nulla non metus auctor fringilla. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Maecenas sed diam eget risus varius blandit sit amet non magna. Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Maecenas faucibus mollis interdum.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation.
Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean eu leo quam. Pellentesque ornare sem lacinia quam venenatis vestibulum. Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Fusce dapibus, tellus ac cursus commodo, tortor mauris condimentum nibh, ut fermentum massa justo sit amet risus. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Donec sed odio dui. Fusce dapibus, tellus ac cursus commodo, tortor mauris condimentum nibh, ut fermentum massa justo sit amet risus. Curabitur blandit tempus porttitor. Maecenas sed diam eget risus varius blandit sit amet non magna. Maecenas faucibus mollis interdum.

 

LOREM IPSUM DOLOR SIT AMET, CONSECTETUR ADIPISCING ELIT. DONEC ID ELIT NON MI PORTA GRAVIDA AT EGET METUS.

Maecenas faucibus mollis interdum. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Donec sed odio dui. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus. Donec id elit non mi porta gravida at eget metus.

Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean eu leo quam. Pellentesque ornare sem lacinia quam venenatis vestibulum. Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Nullam id dolor id nibh ultricies vehicula ut id elit. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur.

Nullam id dolor id nibh ultricies vehicula ut id elit. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Morbi leo risus, porta ac consectetur ac, vestibulum at eros. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Sed posuere consectetur est at lobortis. etiam porta sem malesuada magna mollis euismod. Donec ullamcorper nulla non metus auctor fringilla. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Maecenas sed diam eget risus varius blandit sit amet non magna. Praesent commodo cursus magna, vel scelerisque nisl consectetur et. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet. Maecenas faucibus mollis interdum.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

O que é Fibromialgia?

A fibromialgia é uma síndrome comum em que uma pessoa sofre de dores por todo o corpo por longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, nos tendões e em outros tecidos moles.

A fibromialgia também está relacionada à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão, ansiedade, mãos frias (fenômeno de Raynaud), distúrbios do intestino e estômago.

Causas

A causa é desconhecida. As possíveis causas ou os desencadeadores da fibromialgia incluem:

  • Trauma físico ou emocional
  • Resposta anormal à dor, em que áreas do cérebro responsáveis pela dor podem reagir de forma diferente em pacientes com fibromialgia
  • Distúrbios do sono
  • Infecção, como um vírus, embora nenhum tenha sido identificado
  • A fibromialgia é mais comum em mulheres com idade entre 20 e 50 anos.

As seguintes doenças podem acompanhar a fibromialgia ou imitar seus sintomas:

  • Dor crônica no pescoço ou nas costas
  • Síndrome da fadiga crônica
  • Depressão
  • Hipotireoidismo (tireoide inativa)
  • Doença de Lyme
  • Distúrbios do sono

Exames

Para ser diagnosticado com fibromialgia, é preciso ter pelo menos 3 meses de dor generalizada, além de dor e sensibilidade em pelo menos 11 de 18 áreas, incluindo:

  • Braços (cotovelos)
  • Nádegas
  • Peito
  • Joelhos
  • Região lombar
  • Pescoço
  • Caixa torácica
  • Ombros
  • Coxas

Os exames de sangue e urina geralmente estão normais. Entretanto, podem ser feitos exames para descartar outras doenças que apresentem sintomas similares.

Sintomas de Fibromialgia

A dor é o principal sintoma da fibromialgia. Ela pode ser leve ou intensa.

  • As regiões doloridas são chamadas de pontos de sensibilidade. Os pontos de sensibilidade se encontram no tecido mole da nuca, ombros, tórax, região lombar, quadris, canelas, cotovelos e joelhos. A dor então se espalha a partir dessas áreas.
  • A dor pode ser percebida como profunda ou uma dor aguda e ardente.
  • As articulações não são afetadas, embora possa parecer que a dor venha das articulações.

As pessoas com fibromialgia tendem a acordar com dores no corpo e rigidez. Em alguns pacientes, a dor melhora durante o dia e piora à noite. Outros pacientes sentem dor o dia inteiro.

A dor pode piorar com atividades, clima frio ou úmido, ansiedade e estresse.

Fadiga, estado deprimido e distúrbios do sono são observados em quase todos os pacientes com fibromialgia. Muitos afirmam que não conseguem dormir ou continuar dormindo e que se sentem cansados quando acordam.

Outros sintomas de fibromialgia podem incluir:

Síndrome do intestino irritável (SII)

  • Problemas de memória e de concentração
  • Dormência e formigamento nas mãos e nos pés
  • Palpitações
  • Redução na capacidade de se exercitar
  • Cefaleia tensional ou enxaqueca

Tratamento de Fibromialgia

O objetivo do tratamento é reabilitar o paciente para as atividades diárias, além de aliviar a dor e outros sintomas, ajudando-o a enfrentar os sintomas. O primeiro tipo de tratamento pode envolver:

  • Fisioterapia
  • Programa de exercícios e preparo físico
  • Métodos para alívio de estresse e técnicas de relaxamento
    Se esses tratamentos não funcionarem, seu médico poderá prescrever um antidepressivo ou relaxante muscular. O objetivo da medicação é melhorar o sono e aumentar a tolerância à dor. O medicamento deve ser usado junto com exercícios e terapia comportamental. A duloxetina, a pregabalina e o milnaciprano são medicamentos aprovados especificamente para tratar a fibromialgia.

Entretanto, muitas outras drogas também são usadas para tratar a doença, incluindo:

  • Medicamentos anticonvulsivos
  • Outros antidepressivos
  • Relaxantes musculares
  • Analgésicos
  • Hipnóticos

A terapia cognitivo-comportamental é uma parte importante do tratamento. Com ela, você aprenderá a:

  • Lidar com pensamentos negativos
  • Manter um diário de seus sintomas e dores
  • Reconhecer o que agrava seus sintomas
  • Buscar praticar atividades agradáveis
  • Estabelecer limites
    Os grupos de apoio também podem ser úteis.

Entre outras recomendações, estão:

  • Seguir uma dieta balanceada
  • Manter uma boa rotina de descanso para melhorar a qualidade do sono
  • Acupuntura
    Casos graves de fibromialgia podem necessitar encaminhamento a uma clínica multidisciplinar de dor.

Expectativas

A fibromialgia é um distúrbio de longa duração. Às vezes, os sintomas melhoram. Outras vezes, os sintomas podem piorar e continuar durante meses ou anos.

Prevenção

Não há formas de prevenção para a fibromialgia.

Fontes e referências:

Abeles M, Solitar BM, Pillinger MH, Abeles AM. Update on fibromyalgia therapy. Am J Med. 2008;121:555-561.

Häuser W, Bernardy K, Üceyler N, Sommer C. Treatment of fibromyalgia syndrome with antidepressants. JAMA. 2009;301:198-209.

Wolfe F, Rasker JJ. Fibromyalgia. In: Firestein GS, Budd RC, Harris ED Jr., et al., eds. Kelley’s Textbook of Rheumatology. 8th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2008:chap 38.

Wolfe F, Clauw DJ, Fitzcharles MA, Goldenberg DL, Katz RS, Mease P, et al. The American College of Rheumatology preliminary diagnostic criteria for fibromyalgia and measurement of symptom severity. Arthritis Care Res. 2010;62(5):600-610.

Fonte: Minhavida.com.br

Termografia:
A termografia tem valor legal como exame complementar no diagnóstico clínico da fibromialgia quando realizada por profissional habilitado e em centro de referência. O diagnóstico definitivo da fibromialgia deve ser corroborado pela correta avaliação clínica que pode ou não, conforme a indicação médica, utilizar a termografia para averiguar a dor miofascial associada à fibromialgia ou seu diagnóstico diferencial com outras doenças, uma vez de que se trata de exame para este fim.
AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

Dentre os distúrbios envolvidos na gênese da dor amplificada que resulta nas manifestações da fibromialgia destacam-se mecanismos neuroendócrinos, fatores genéticos, transtornos emocionais e do condicionamento físico do paciente. Nesse contexto diversas condições clínicas podem simular ou expressar-se como fibromialgia, o que justifica uma abordagem crítica da questão.
Dentre as condições que se confundem com a fibromialgia destacam-se, em especial, as outras síndromes de amplificação dolorosa como a dor miofascial, as síndromes dolorosas regionais e a síndrome da fadiga crônica. Doenças reumáticas também se manifestam com dor muscular inespecífica e fadiga proeminente como a artrite reumatóide em sua fase inicial, o reumatismo palindrômico, o lúpus eritematoso sistêmico e a síndrome de Sjögren, a polimialgia reumática e ainda as doenças por cristais de hidroxiapatita.
Dentre as miopatias, destacam-se o complexo dermatomiosite-polimiosite, a síndrome de McArdle, a miopatia mitocondrial, por deficiência de carnitina ou de vitamina D. As endocrinopatias como o hipo ou hipertireoidismo, o hiperparatireoidismo, a síndrome de Adisson e o Cushing também merecem destaque. Infecções virais em sua fase inicial ou pós-infecciosas como as hepatites, as infeções pelo vírus de Epstein-Barr podem cursar com sintomatologia musculoesquelética diversa, assim como a imunodeficiência adquirida e a doença de Lyme. Diversas medicações que podem acarretar a referida sintomatologia como efeito colateral, destacando-se as drogas usadas para o controle dos níveis lípidicos, o triptofano, os suplementos alimentares, os implantes de silicone, e ainda medicações empregadas no arsenal reumatológico como corticosteróides, alopurinol, cloroquina e D-penicilamina. Outras condições clínicas que podem simular a fibromialgia ou expressar-se como tal são as síndromes paraneoplásicas e distúrbios afetivos, em especial a depressão.
A crescente conscientização da fibromialgia como entidade clínica constitui um desafio para o médico em termos de aprimorar-se no entendimento de seus pacientes.
Profa. Dra. Suely Roizenblatt
Mestre e Doutora em Reumatologia
Professora Afiliada da Disciplina de Clínica Médica
Universidade Federal de São Paul

Termografia:

A termografia tem valor legal como exame complementar no diagnóstico clínico da fibromialgia quando realizada por profissional habilitado e em centro de referência. O diagnóstico definitivo da fibromialgia deve ser corroborado pela correta avaliação clínica que pode ou não, conforme a indicação médica, utilizar a termografia para averiguar a dor miofascial associada à fibromialgia ou seu diagnóstico diferencial com outras doenças, uma vez de que se trata de exame para este fim.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.

Page 4 of 13
1 2 3 4 5 6 13